Apóie a imprensa democrática e popular

Nelson Sargento é homenageado no bar Bip-Bip, no Rio de Janeiro


Por Patrick Granja / A Nova Democracia

No dia 30 de julho, o tradicional bar Bip-Bip, em Copacabana, homenageu o sambista Nelson Sargento em uma animada roda de samba, que contou com a participação de vários músicos. Com 88 anos, o baluarte da escola de samba Estação Primeira de Mangueira cantou, tocou e mostrou porque é um dos maiores músicos da história do samba.

LETRAS das músicas contidas no vídeo:

Quando Eu Me Chamar Saudade
Nelson Cavaquinho

Sei que amanhã
Quando eu morrer
Os meus amigos vão dizer
Que eu tinha um bom coração
Alguns até hão de chorar
E querer me homenagear
Fazendo de ouro um violão
Mas depois que o tempo passar
Sei que ninguém vai se lembrar
Que eu fui embora
Por isso é que eu penso assim
Se alguém quiser fazer por mim
Que faça agora.

Saudosa Mangueira
de Herivelto Martins

Tenho saudades da Mangueira
Daquele tempo em que eu batucava por lá
Tenho saudade do terreiro da escola
Eu sou do tempo do Cartola
Velha guarda o que é que há?
Eu sou do tempo em que malandro nào descia
Mas a polícia no morro também não subia
Aí Mangueira, minha saudosa Mangueira
Depois que o progresso chegou
Tudo se transformou e a Mangueira mudou
Já não se samba mais a luz do lampião
E a cabrocha não vai pro terreiro de pé no chão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s