Apóie a imprensa democrática e popular

Tortura Nunca Mais inaugura memorial às vítimas do regime militar no Rio

Por Patrick Granja / A Nova Democracia

No último domingo, dia 11 de dezembro, foi inugurado no Rio de Janeiro um memorial às vítimas do regime militar fascista no Brasil (1964-1984). O evento aconteceu no cemitério de Ricardo de Albuquerque, na zona norte da cidade. No local, o Grupo Tortura Nunca Mais, com a ajuda de pesquisadores, descobriu uma vala clandestina com mais de dois mil corpos. Entre eles, estão 14 militantes presos pelo regime militar, assassinados e enterrados no local. Estavam presentes no evento parentes de vítimas do regime e representantes de várias organizações. A inauguração desse memorial só foi possível graças ao esforço do Grupo Tortura Nunca Mais. A fundadora e presidente do Grupo, Cecília Coimbra, exaltou a importancia do evento, fruto de 20 anos de pesquisas.

Ela também criticou a ‘comissão da verdade’ sem justiça do gerenciamento Dilma Roussef e disse que vai seguir firme na luta pela verdade, justiça e memória dos heróis do povo brasileiro que tombaram lutando contra o regime militar. Na edição de janeiro de 2012 do jornal A Nova Democracia, confira entrevista exclusiva com Elizabeth Silveira e Silva, irmã de René Silva, torturado e assassinado por militares quando lutava na heróica Guerrilha do Araguaia, na década de 70.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s