Apóie a imprensa democrática e popular

Moradores da Rocinha denunciam abusos da PM e a ação de ‘milícias’ na favela

Por Patrick Granja / A Nova Democracia

Apenas uma semana após a entrada da polícia no Complexo da Rocinha, denúncias de abusos cometidos por PMs contra moradores começaram a surgir. No dia 14 de novembro, um morador que teve sua casa invadida e revirada por policiais ligou para a redação de A Nova Democracia para relatar o ocorrido. No dia seguinte, nossa reportagem foi ao local para conversar com o rapaz. Segundo ele, sua esposa chegou a ir à delegacia, mas policiais teriam se negado a registrar um boletim de ocorrência. No dia seguinte, defensores dos direitos do povo acompanharam o morador até a 15ª DP, onde policiais civis, dessa vez, concordaram em registrar a ocorrência.

A vizinha do casal que vive no imóvel disse que viu quando PMs deixaram o local. Os policiais teriam mantido a trabalhadora detida por horas. Ela conta que, durante esse periodo, foi submetida à tortura psicológica pelos PMs. Segundo a moradora, mesmo com pouco tempo de militarização, o custo de vida na favela está subindo cada vez mais. De acordo com ela, grupos paramilitares, conhecidos como milícias, estariam começando a agir no Complexo da Rocinha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s