Apóie a imprensa democrática e popular

Bombeiros do Rio fazem ato em repúdio à nova onda de prisões de lideranças do movimento

Por Patrick Granja / A Nova Democracia

Desde a última segunda-feira, dia 10 de outubro, quatro bombeiros do Rio de Janeiro estão presos por determinação do comando geral da corporação. Eles foram acusados de participar de um ato, no Clube dos Portuários, no último dia 30, quando fizeram discursos para parlamentares. Os bombeiros do estado do Rio estão em campanha salárial desde o início de abril. No mais combativo episódio durante a greve da categoria, cerca de dois mil bombeiros ocuparam o quartel central da corporação e foram atacados pelo Batalhão de Operações Especiais. 439 bombeiros foram presos. Hoje, a maioria deles já foi solta e anistiada, mas as lideranças do movimento voltaram para a prisão repetidas vezes. Uma dessas líderanças é o cabo Benevenuto Daciolo, que encotra-se preso no quartél G-Mar de Botafogo. Na última quinta-feira, dia 13 de outubro, bombeiros fizeram um protesto no local em repúdio à prisão das quatro lideranças. Daciolo chegou a acenar de uma janela para os manifestantes.

Entre os manifestantes também havia bombeiros de outras cidades. Em Cabo Frio, segundo um representante local, bombeiros estão aquartelados em repúdio às prisões das lideranças do movimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s