Apóie a imprensa democrática e popular

Professores paquistaneses cruzam os braços e enfrentam a repressão

Por Patrick Granja / A Nova Democracia

Ontem (27), milhares de professores paquistaneses se reuniram em Carachi — a cidade mais populosa do Paquistão, capital da província de Sindi, ao sul do país — para protestar contra os péssimos salários e condições de trabalho. A idéia inicial da manifestação era marchar em direção a sede do governo, mas no meio do caminho, os trabalhadores foram interceptados pela tropa de choque da polícia fascista paquistanesa, que os atacou com spray de pimenta, bombas de gás lacrimogêneo, e jatos de água. Mesmo com vários professores feridos, houve resistência dos grevistas. O sindicato que os representa anunciou que, se até o dia 3 de junho, as reivindicações da categoria na forem atendidas, uma nova manifestação vai ser realizada com o mesmo objetivo de marchar até a sede do governo.

O movimento dos professores, que começa a se alastrar pelo interior do país, exige mais subsídios para o precário sistema de ensino do Paquistão, além das reposições salariais garantidas por um projeto de lei aprovado no dia 7 de abril deste ano. O projeto tramitou por três anos na assembléia legislativa do país antes de ser aprovado.

Estamos exigindo incentivos que já foram aplicados em outras partes do país. O nosso reajuste salarial já foi aprovado há meses, mas os porta-vozes do governo fingem que nada aconteceu e, simplesmente, não dizem uma palavra mais sobre as condições de trabalho dos professores. Por isso nossa linha agora é partir para cima — disse o presidente do sindicato que representa a categoria, Muhammad Rafiq Jarwar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s