Apóie a imprensa democrática e popular

Liga de Camponeses Pobres exige o fim da operação Green Hunt

Por Patrick Granja / A Nova Democracia

No dia 19 de abril, dezenas de camponeses organizados pela Liga dos Camponeses Pobres do Brasil – LCP realizaram um protesto em Brasília (Distrito Federal) em frente à embaixada da Índia exigindo o fim imediato da Operação “Caçada Verde”. A Operação “Caçada Verde” é a aplicação da política genocida do velho Estado indiano contra os povo adivasi (povos tribais daquele pais) e todos os camponeses da Índia, e visa atacar os povos em luta, principalmente nas áreas onde atuam os naxalitas (como são conhecidos os membros do Partido Comunista da Índia (maoísta). A combativa manifestação dos camponeses do Brasil em solidariedade aos camponeses e povos tribais indianos, que contou com a presença de representantes da ILPS-seção Brasil (Liga Internacional de Luta dos Povos); MEPR (Movimento Estudantil Popular Revolucionário); MFP (Movimento Feminino Popular); FRDDP (Frente Revolucionária de Defesa dos Direitos do Povo), levantou as palavras de ordem: “Viva a heróica resistência do povo advasi e de todos os camponeses indianos!” “Abaixo a “operação caçada verde”! “Abaixo o Estado fascista e expansionista indiano!”.

Uma delegação de integrantes do Cebraspo (Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos) e da ABRAPO (Associação Brasileira dos Advogados do Povo) entregou um documento ao embaixador da Índia no Brasil, B. S. Prakash, que de forma arrogante recusava-se em receber os manifestantes e cinicamente negou o genocídio perpetrado pelo Estado indiano contra os adivasi e camponeses daquele país. Ele recebeu a comissão unicamente devido à persistência e combatividade dos manifestantes. Durante o protesto o Cebraspo – Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos – distribuiu manifesto de repúdio à “Operação Caçada Verde” e à perseguição ao povo indiano e exigindo o fim imediato da operação “caçada verde” e a perseguição ao povo adivasi, demais nacionalidades, e ao PCI (M); o imediato cessar de todas as operações armadas contra o povo indiano; e a suspensão imediata do roubo de terras e expulsão das populações locais, pelas empresas transnacionais e pelo Estado indiano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s